CHARLIE MANCINI – UMA VIAGEM NO TEMPO!

Desenvolvendo um trabalho artístico inusitado para os tempos de redes sociais e cinemas 4D, o artistas Charlie Mancini nos oferece em suas apresentações uma verdadeira viagem no tempo. Sua arte consiste em compor trilhas sonoras ao vivo para cinema mudo. Isso mesmo, o músico português mantém a arte de compor a trilha sonora de filmes ao vivo, como se fazia nos primórdios do cinema. Pra quem quiser conhecer mais sobre a obra do artista e viver esta interessante experiência, Mancini estará neste domingo dia 19 de novembro, no Cinema São Jorge, em Lisboa, com o projeto Cine-concerto Solidário. O espetáculo, onde o artista irá musicar a comédia hilariante “Seven Chances” (Buster Keaton, 1925), tem como propósito dar apoio a um grupo de jovens refugiados, a maioria dos quais sírios, que vivem em Lisboa há cerca de um ano. Conversamos brevemente com Charlie Mancini sobre seu trabalho e sobre o Cine-concerto Solidário, confira a seguir alguns trechos:

Arte351 – Seu trabalho realmente é algo diferente, de certo modo inusitado. Me fala um pouco de você e como surgiu a idéia de trabalhar com trilha sonora de filmes mudos?

Charlie Mancini – Então tenho formação clássica (Conservatório) em piano e durante a adolescência comecei a interessar-me bastante pelo cinema. Em 2007 criei um colectivo de músicos com criações minhas a que chamei de Projecto Fuga. Isso chamou a atenção de uma associação cultural em Portalegre (de nome Prometeu) e recebi o convite para musicar um filme americano de 1936 “Rose Hobart” de Joseph Cornell para incluir na Mostra de Cinema Mudo que essa associação fazia na ESE em Portalegre. Na altura já compunha bandas sonoras para curtas-metragens de filmes independentes e gostei tanto da experiência de musicar um filme ao vivo que criei este cine-concerto, uma experiência que leva o público aos primórdios da sétima arte. Há cerca de quatro anos atrás comecei a tocar com bastante regularidade, tendo agora sempre uma média de trinta sessões por ano para diversos públicos em território nacional e estrangeiro (Itália e Cabo Verde serão os próximos países a receber este espetáculo). Com o cine-concerto já pude actuar em Timor-Leste, Suíça, Holanda, Croácia, Bosnia e Herzegovina, Hungria e República Checa.

Arte351 – O que o espectador pode esperar do seu trabalho, seria como uma viagem no tempo pois não?

Charlie Mancini – Com certeza! O meu trabalho é uma máquina do tempo porém quando faço filmes de ficção científica, surrealismo ou fantasia gosto de utilizar guitarra eléctrica processada e electrónica para criar um contraste bem definido entre o início do século passado e os sons mais recentes. Penso que cria uma dinâmica interessante para quem assiste ao cine-concerto.

Arte351 – Como teve a idéia do Cine-concerto Solidário? Que tipo de donativo as pessoas devem levar para auxiliar os refugiados?

Charlie Mancini – A ideia do cine-concerto solidário surgiu o ano passado quando acompanhei as notícias que falavam da chegada dos refugiados ao nosso país. Quando consegui reunir alguns refugiados via facebook falei-lhes na ideia, ao que eles se mostraram bastante receptivos e admirados por aquilo que faço visto gostarem bastante de música e cinema (existem até dois refugiados do grupo que compõe música dentro do hip-hop).

Arte351 – “Seven Chances” de Buster Keaton foi escolhido para este evento porque? Teve alguma razão específica?

Charlie Mancini – Visto ser um filme bem hilariante e já que a situação dos refugiados é de uma dificuldade tremenda, é sempre bom trazer momentos divertidos e com sentido de humor leva-se melhor as lutas diárias. O público tem respondido muito bem a este filme de Buster Keaton que é baseado numa peça de teatro de 1916.

Arte351 – Faça um convite para os comparecer ao Cine-concerto Solidário e deixe-nos seus contatos nas redes sociais para o público conhecer mais sobre seu trabalho.

Charlie Mancini – Venham dar um abraço neste grupo de jovens refugiados que vivem na zona de Lisboa e falar com eles, já que no final do espetáculo teremos um momento com essa finalidade. De também os ouvir. Este será com certeza um bonito momento para nos lembrarmos daqueles que começam a ficar esquecidos, mas que há um ano se falou imenso. Este tipo de atividade não está ligado a alguma ONG nem instituição e os donativos recolhidos antes da sessão serão entregues no próprio dia.

Para conhecerem melhor o meu trabalho estejam atentos à página do facebook: wwww.facebook.com/mrcharliemancini e também ao Instagram www.instagram.com/bluefm. Grazie mille!! Bons filmes!

O espetáculo Cine-concerto Solidário está inserido na programação do Festival MUVI (Festival Internacional de Música no Cinema)  que acontece de 15 a 20 de novembro em Lisboa.

Sessão Especial: Cine-concerto solidário com Charlie Mancini

Cinema São Jorge | Av. da Liberdade nº175, 1250-141 Lisboa

Domingo dia 19/11 às 16h, Sala 2 – ENTRADA “SOLIDÁRIA”