Diáspora, mulheres no cinema e linguagem nos debates do FESTin ON Niterói

Debates online na programação da itinerância em Niterói

Dias 13, 20 e 27, realizadores de países de língua portuguesa conversam sobre variados temas

Realizadores de Angola, Brasil, Cabo Verde, Moçambique, Portugal e São Tomé participam de três debates no âmbito do FESTin ON Niterói, sempre aos sábados, às 14h (BR), 16h (CV), 17h (PT), 18h (ANG), 19h (MZ).

O primeiro deles, neste sábado, dia 13 de março, conta com a participação do ator Ângelo Torres (STP), da realizadora Lara de Sousa (MZ) e da documentarista Rosa Miranda (BR – Niterói), mediados pela jornalista e ativista Gabriele Roza (BR). Uma conversa livre sobre o conceito de diáspora e sobre os pontos de convergência e divergência entre os trabalhos dos participantes.

O segundo, dia 20 de março, terá a presença das realizadoras Cristina Ferreira Gomes (PT), Éthel Oliveira (BR – Niterói) e Samira Vera-Cruz (CV), com mediação da guionista Marina Luísa Silva (BR). Em representação às mulheres da nossa cinematografia, terão uma conversa livre sobre diferentes protagonismos femininos no cinema dos países falantes da língua portuguesa, tanto diante quanto por detrás das câmeras.

A fechar o ciclo de conversas, no dia 27 de março, os realizadores Ivan de Angelis (BR – Niterói), Marina Pessanha (BR – Niterói) e Nuno Barreto (ANG), com mediação do jornalista Sérgio Franklin Assis (BR), fazem uma conversa livre sobre experiências em trabalhos que ultrapassam as fronteiras narrativas e fronteiras da comunicação através do idioma.

Todos os debates terão tradução ao vivo em LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais).

Enquanto isto, os filmes seguem online

A programação do FESTin ON Niterói inclui 4 longas-metragens e 14 curtas de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste, que poderão ser assistidos gratuitamente entre os dias 11 e 29 de março de 2021 em https://festinon.com, mediante cadastro.

LONGAS

11 a 14 de março – Os Dois Irmãos | Cabo Verde / Portugal, 2018, Ficção de Francisco Manso
18 a 21 de março – Os Últimos Dias | Portugal, 2020, Doc. de Cristina Ferreira Gomes
22 a 25 de março – Entre a Porta e a Rua | Brasil, 2019, Doc. de Rafael Figueiredo
26 a 29 de março – Tokio Mao – O Último Kamikaze | Brasil, 2019, Doc. de Marina Pessanha

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CURTAS
11 a 29 de março

Abismo | Brasil, 2018, Ficção de Ivan de Angelis
A Gravidez é Nossa | Moçambique, 2019, Doc. de David Aguacheiro e Tina Krüger
A Margem | Portugal / Brasil, 2019, Ficção de Rodrigo Tavares
Arremate | Brasil, 2018, Doc. de Éthel Oliveira
Fim | Moçambique, 2018, Doc. de Lara de Sousa
Hora di Bai – Hora de Partida | Cabo Verde, 2018, Doc. de Samira Vera-Cruz
Lágrimas nas Ondas di Mar | Cabo Verde, 2019, Docuficção de Julio Silva Mina Kiá | São Tomé e Príncipe, 2018, Ficção de Katya Aragão
O Mambo | Angola, 2018, Ficção de Nuno Barreto
Percursos | Angola, 2018, Doc. de Mauro Pereira
Pela Minha Terra (Pá Nha Tera) | Guiné-Bissau, 2018, Doc. de Rui Manuel da Costa
Privilégios | Brasil, 2018, Doc. de Rosa Miranda
Tara Bandu | Timor-Leste, 2018, Doc. de Victor Sousa Pereira
Vestindo a Religião | Moçambique, 2018, Doc. de Yara Costa

Filmes com acessibilidade comunicacional

 

 

 

Além dos debates, que terão tradução ao vivo em LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais), o FESTin ON Niterói oferece três títulos da sua programação com recursos de acessibilidade para pessoas surdas e ensurdecidas: a curta Arremate, de Éthel Oliveira, e a longa Tokio Mao – O Último Kamikaze, de Marina Pessanha, terão janela com tradução em LIBRAS, a exemplo da imagem acima. A curta Privilégios, de Rosa Miranda, terá LSE (Legendagem para Surdos e Ensurdecidos). As curtas estão disponíveis a tempo pleno, até o dia 29 de março, e a longa estára disponível de 26 a 29 de março.