Juan Domingues ilustra reedição do romance de Valter Hugo Mãe

A zet gallery inaugura a 29 de janeiro a exposição individual de Juan Domingues “A outra máquina de fazer espanhóis” num conjunto de obras inéditas, obras originais produzidas, em 2021, para a ilustração da reedição do romance de Valter Hugo Mãe, publicado pela primeira vez em 2010.

Nesta exposição, que conta com a curadoria de Helena Mendes Pereira, poderão ser vistos dezenas de trabalhos, entre desenhos e pinturas, num equilíbrio entre o preto e branco e a cor, numa diversidade de formatos.

 

“Em “a outra máquina de fazer espanhóis” queremos refletir sobre o que significa ser velho. Sobre quais os quotidianos da velhice em pleno século XXI. Eutanásia: sim ou não e em que circunstâncias? Talvez tenha Valter Hugo Mãe antecipado uma realidade para a qual parece termos despertado em plena pandemia: para quem é velho, sê-lo significa, em muitos casos, ser um fardo; para quem não é, também. Mas será este o ponto de encontro único entre as diferentes gerações? Em 2021, o livro mereceu uma reedição e o nosso artista visual Juan Domingues foi convidado para produzir um conjunto de obras cuja reprodução ilustraria a reedição”, explica Helena Mendes Pereira, curadora da exposição.

Ao longo da exposição diferentes ações vão ser levadas a cabo, como entrevistas, vídeos, podcasts, ou ações de educação e mediação cultural, que valorizam, explicam e medeiam a universo cultural e artístico com os públicos.

Hoje, é com profunda maravilha que assisto à gigante visão de Juan Domingues a partir do meu romance. O meu livro está mais que agigantado pela oportunidade de se tornar visual, está vivo. Saiu da palavra e é mais perto do físico, dessa ansiedade de estar para sempre”, regozija Valter Hugo Mãe.

 

Na semana que antecede a inauguração, Juan Domingues fará uma nova interpretação ao vivo na galeria, eternizando a obra numa das paredes da zet gallery.