O Cinema São Jorge apresenta programa para o seu 72º Aniversário

De 24 e 27 de fevereiro, o Cinema São Jorge regressa à normalidade possível, com uma série de iniciativas, de vários géneros e com vários públicos-alvo, entre filmes, oficinas, visitas, música e leituras. 

Depois de dois anos muito atribulados, o Cinema São Jorge celebra o seu 72º aniversário com uma grande parte das atividades gratuitas. Clássicos, como The Shining de Stanley Kubrick (dia 24, às 21.30, na Sala 3) ou a versão comemorativa do 50.º aniversário de O Padrinho, de Francis Ford Coppola (dia 27, às 21.00, na Sala Manoel de Oliveira) são exibidos ao público.

O Padrinho (Divulgação)

Há também, na programação, obras mais recentes para ver na Avenida da Liberdade: é o caso de Spencer, o filme de 2021 de Pablo Larraín sobre a princesa Diana (dia 24, às 14.30, na Sala 3), ou Cantar! 2, a sequela da animação de Garth Jennings (dia 24, às 10.30, na Sala Manoel de Oliveira para escolas, mediante inscrição).

Spencer (Divulgação)

Actividades paralelas complementam a celebração. Na manhã, do dia 26, por exemplo, a Sala 2 e outros espaços do cinema acolhem a oficina infantil “Luzes, Telefone, Ação!”, sobre uma das ferramentas mais poderosas para fazer filmes: a imaginação. Ao longo de três horas, os mais novos (com idades entre os 8 e os 12) vão poder falar de cinema e, com a ajuda de telemóveis, filmar, representar, editar e assistir ao resultado final no grande ecrã. 

No mesmo dia, a visita guiada “Faz Fitas” promete mostrar os cantos à casa, bem como a forma como se fazia cinema antes da era digital: com película e muita dedicação. Os participantes (também dos 8 aos 12) vão poder circular por vários espaços do São Jorge e, assim, viajar ao longo de sete décadas da sétima arte.

Mas não é só para ficar a olhar: em cada espaço, os miúdos têm de procurar um excerto de película que estará (mais ou menos) oculto. Os excertos encontrados durante o percurso são depois entregues a um projecionista, que lhes mostrará como se montava um filme para projecção. A visita acaba na sala principal – a Sala Manoel de Oliveira – onde vão assistir ao resultado da colagem.

Em ritmo de celebração, haverá festa com música – no dia 27, às 14.30, com o cine-concerto Lugar para Dois. O escritor e cantautor Miguel Gizzas promete cruzar sete artes para apresentar o romance Lugar para Dois (finalista do Prémio Leya) e conta com a ajuda das vozes dos actores Ricardo Carriço, Júlio Isidro, João Didelet ou Sofia Nicholson.

Sessões de leituras complementam a festa! Em estreia, marcada para o dia 27, às 18.00, na Sala 2, Lídia Jorge com mediação de Luís Ricardo Duarte, propõem uma selecção de obras que mostrem a diversidade de soluções encontradas na transposição literária para o grande ecrã. 

Saiba mais AQUI.