Âmbito Cultural apresenta sessão dedicada à poesia de Almada Negreiros

O Âmbito Cultural do El Corte Inglés de Lisboa apresenta, no dia 15 de Setembro, pelas 18h30, a sessão “Se eu fosse cego amava toda a gente | A poesia de Almada Negreiros”.

A sessão, que integra o Ciclo Poem(A)r, é inteiramente dedicada à poesia de Almada Negreiros, figura central na primeira geração de modernistas portugueses. O evento conta com a participação do actor e escritor André Gago e do músico não simão, que se juntam ao poeta e músico José Anjos para interpretarem poemas e textos de um dos mais importantes autores portugueses do século XX.

Na sua intervenção, André Gago apresentará alguns dos poemas mais emblemáticos de Almada Negreiros, como “Ode Triunfal”, “Manifesto Anti-Dantas” e “O Homem e a Máquina”. Já não simão irá acompanhar à guitarra as palavras de Almada, apresentando alguns dos novos temas da banda com poemas do autor.

A entrada é gratuita e a pré-inscrição pode ser feita na página do Âmbito Cultural ou no Ponto de Informação, Piso 0 do El Corte Inglés Grandes Armazéns de Lisboa.

O evento integra as comemorações do centenário do nascimento de Almada Negreiros

A sessão “Se eu fosse cego amava toda a gente | A poesia de Almada Negreiros” integra as comemorações do centenário do nascimento de Almada Negreiros, que se comemora em 2023.

Almada Negreiros foi um artista e escritor multifacetado, que se destacou nas artes plásticas, na literatura e no teatro. É considerado uma das figuras mais importantes do modernismo português, tendo sido um dos fundadores da revista Orpheu, em 1915.

A sessão do Âmbito Cultural é uma oportunidade para celebrar a obra de Almada Negreiros e revisitar alguns dos seus poemas mais emblemáticos.