JESSICA, A FOTÓGRAFA

O que nos salta aos olhos, no livro En México, da fotógrafa Jessica Lange, é que cada silêncio está distribuído por parques de diversões, vidas pacatas e ingenuidades infantis; imagens de um tempo e de um lugar que não são nossas pertenças, mas de que nos apropriamos.

O que vem à superfície neste ensaio são imagens com o poder das máquinas fotográficas analógicas e a força dos negativos a 35 mm, num tempo ainda longe do registo digital, que acentuam ainda mais a crueza estética da artista, mas que guardam em si imensa ternura.

Jessica Lange, a fotógrafa, consegue (nos poucos minutos de eternidade que vivenciamos no seu livro) que nos esqueçamos da existência da estrela de cinema Jessica Lange. Não obstante, somos convidados a entrar no cinema dos seus instantâneos de vida, uma outra vida pouco celebrizada e longe dos holofotes tradicionais. Esta Jessica nos apresenta a vida de outros, segundo os seus silêncios, o silêncio dos outros e o nosso próprio silêncio de cinéfilo.

Um cinema onde as luzes estão acesas, não há pipocas, não há publicidade, mas que nos deixa prostrados, hipnotizados, sem os 24 quadros por segundo. Neste cinema quem projeta a imagem na tela não é Jessica Lange, a atriz, é Jessica Lange, a fótografa; portanto, temos tempo de sermos todas as personagens de Jessica, de lermos cada uma delas, com a nossa vagarosidade… somos os olhos de Jessica… e, como nas sessões de cinema ao meio da tarde, entramos de uma maneira e saímos de outra, com a luz do sol a elevar esta estranheza ao limite.

Jessica Lange

Editor: RM Verlag SL

avatar_renato_rosaColuna – Ozias Filho
Ozias Filho, brasileiro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 1962.  Jornalista, Escritor, Editor e Fotógrafo. Tem publicado os seguintes livros: Poemas do Dilúvio, Páginas Despidas, O relógio avariado de Deus, Insulares (poesia); Só agora vejo crescer em mim as mãos de meu pai, Mensageiro das Estrelas (prosa); Santa Cruz, Ar de Arestas e Instagramo-te (Fotografia). É Editor nas Edições Pasárgada.

2 Replies to “JESSICA, A FOTÓGRAFA”

  1. a verdade é que o futuro do kpop é NCTU, twice e red velvet entre outros.

  2. Boom shaalkaka boom boom, problem solved.

Deixe um comentário