Crítica: AS ASAS DO DESEJO ou UMA HISTÓRIA DE AMOR

Não é a primeira vez que WENDERS aborda o tema do Amor nos seus filmes (PARIS TEXAS, 1984 / UNTIL THE END OF THE WORLD, 1991 / THE MILLION DOLLAR HOTEL, 2000) mas, é a primeira vez que o torna celestial. Há, neste filme, uma visão do mundo, de certa forma, bastante agradável. A ideia da existência de seres (ANJOS) que nos podem ajudar, no nosso dia a dia, confere uma dimensão transcendente ao filme mas, a ideia de que nós também os podemos ajudar chama-nos para a necessidade da humanidade caminhar na direcção do Amor, seja de que tipo for. Há, ainda, uma valorização do pensamento do indivíduo que se opõe à “lavagem cerebral”, que alguns ousam tentar fazer ao ser humano. As ideias feitas são postas de lado e, dão lugar ao pensamento livre mas não ao pensamento caótico (detenha-se o espectador na cena da Biblioteca). WIM WENDERS oferece-nos, assim, um filme de uma beleza rara em termos visuais, com muitas histórias. Sente-se, pois, confortavelmente e, prepare-se para ver uma das Obras-primas do cinema actual. [ Em 1995, WIM WENDERS rodou um filme em Portugal, LISBON STORY]

Filme: ASAS DO DESEJO
Direção: WIM WENDERS
Série de filmes: Wings of Desire Film Series
Roteiro: WIM WENDERS E PETER HANDKE
Actores: BRUNO GANZ / SOLVEIG DOMMARTIN / OTTO SANDER / PETER FALK / NICK CAVE / CHICK ORTEGA / DIDIER FLAMAND / OTTO KUHNLE12

Classificação(0 a 10): 10 estrela_pontestrela_pontestrela_pontestrela_pontestrela_pontestrela_pontestrela_pontestrela_pontestrela_pontestrela_pont

 

avatar_kamy_martinsColuna – Kamy Martins

Kamy Martins, portuguesa, Lobito, Benguela, Angola, 1968. Graduada em Matemática com formação em Fotografia e Cinema na Univesidade de Coimbra (PT), Mestre em Lingua Inglesa pela universidade de Cambridge (UK), jornalista e Crítica de Cinema, escreveu para o Jornal “IMPROP” da Associação dos Estudantes da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, entre outros. Publicou em 2016 o livro de fotografia intitulado “Cascais Pela Lente de Kamy” onde apresenta um pouco do seu trabalho como fotógrafa e artista.

One Reply to “Crítica: AS ASAS DO DESEJO ou UMA HISTÓRIA DE AMOR”

Deixe uma resposta