FORMAS E CORES DE CONSULI

Segundo Tomás de Aquino, frade e filósofo Italiano do século XIII, à beleza é constituída basicamente de três elementos: proporção, integridade e “claritas” (clareza e luminosidade). Se formos resumir a obra de Consuli, podemos parafrasear Tomás de Aquino em seu conceito de beleza. Ao compor com cor e forma uma linearidade proporcional e possuidora de grande luminosidade e beleza visual, Consuli apresenta um trabalho íntegro e com boa receptividade de público e crítica. Natural do Rio de Janeiro, Brasil, o artista participou neste mês de dezembro de duas mostras na região da grande Lisboa, uma no Espaço Campus da Justiça (Lisboa) e na R.Rodyner Gallery (Cascais). As mostras em Portugal são parte de suas incursões internacionais, que já levaram suas obras para sítios europeus importantes como Suíça e Áustria. O artistas inicia 2018 com uma exposição na Galerie Serena na na cidade de Chaux de Fonds, Suíça. A exposição de Consuli ficará em terras suíças do dia 12 de janeiro até o dia 3 de fevereiro. O reconhecimento que vem conseguindo na Europa é o reflexo da qualidade de sua arte, o que fica explícito ao observar os quadros de Consuli.

Liomar Ferreira Consuli, ou somente, Consuli, já demonstrava seu interesse e aptidão para a arte em sua infância. Autodidata, foi aos 35 anos que iniciou oficialmente sua produção como artista, influenciado pela arte moderna brasileira que mostra-se presente em seus quadros. Artistas como: Tarsila do Amaral, Cândido Portinari, entre outros, trouxeram referência importantes para sua obra, mas seu estilo, palheta e composição são característicos e próprios, o que traz uma identidade para suas obras.

Desde sua primeira exposição, na Casa da Moeda do Brasil em 2005, onde teve todas as suas obras comercializadas, até as atuais excursões internacionais, Consuli vem promovendo e consolidando sua carreira como artista plástico. Atualmente Consuli pinta em diversas técnicas e estilos, tendo o Cubismo e o Abstracionismo como suas principais influências estilísticas. Minucioso, o artista confecciona suas telas em seu atelier e busca na criatividade temas diversos e releituras de grandes mestres para criar obras que vem encantando público e crítica. Oferecendo um olhar próprio para seu trabalho Consuli é um daqueles artistas que vale seguir e perceber seu desenvolvimento, pois a crescente é perceptível o que vem tornando suas obras um bom investimento.

Entre os dias 16/12/2017 e 30/01/2018 Consuli estará participando da exposição coletiva Arte351, na R.Rodyner Gallery, no Palacete Casa da Guia em Cascais. Também pode-se visitar a exposição Fragmentos de Temas (até o dia 30 de dezembro de 2017), no Espaço Campus da Justiça, onde o artista carioca também se faz presente.