Sítios da Pedra é uma exposição inovadora de valorização a Tomar

Entre esculturas, desenhos e fotografias, o percurso Sítios da Pedra é maioritariamente aberto e está distribuído em cinco espaços expositivos.

A exposição Sítios da Pedra inaugurada no dia 23 de outubro, no Complexo Cultural da Levada, situado em Tomar, conta com obras de 32 artistas, que visam a valorização do património imaterial ligado às artes e ofícios, e fica patente até o dia 27 de dezembro. Sítios da Pedra é uma parceria entre o Município de Tomar e o Grupo de Artes de Tomar – Ga.To.

Sítios da Pedra é uma exposição que veio na sequência de outras anteriormente efectuadas, a exemplo da Sítios do Barro, e outras previstas a valorização das madeiras, metais e têxteis. O percurso da visita é maioritariamente aberto e está distribuído em cinco espaços expositivos.

escultura em pedra tomar sitios da pedra
Foto cortesia de Arlindo Homem, Carlos Piedade, José Matias e Diogo Roosa.

Percurso de visita a Sítios da Pedra

O início da visita se dá no pátio da moagem, onde estão esculturas do Centro Internacional de Escultura (CIE), que leva a passagem para um segundo pátio com esculturas de média dimensão. Desse pátio chega-se ao Deck e a dois espaços de sala, onde encontram-se esculturas de interior.

Embora a cidade mágica seja conhecida por uma paisagem marcante com o Rio Nabão, o coração da cidade templária é de pedra. É preciso concentrar-se para perceber isso

“(…) está omnipresente nas cantarias em especial nas tão nossas janelas de canto. Forra o nosso chão, onde aflora se o levantamos em memórias de passados milenares. E é o corpo de nosso monumento – o castelo, o convento, mas também a sinagoga, as igrejas e este complexo cultural que foi industrial ainda antes da implementação desse conceito”

segundo a Vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Tomar, Filipa Fernandes.

sitios da pedra tomar escultura 2020
Foto cortesia de Arlindo Homem, Carlos Piedade, José Matias e Diogo Roosa.

Artistas participantes da Sítios da Pedra

Dos 32 artistas participantes para essa exposição, os escultores estão em maior número, a totalizarem 15. São eles: Abílio Febra, Adália Alberto, Beatriz Cunha, Diogo Rosa, Filipe Curado, João Sotero, Mário Lopes, Moisés Paulo, Ntaluma Makonde, Pedro Fazenda, Elsa Gonçalves, Ricardo Gigante, Sandra Borges, Stefano Baccari e Thierry Ferreira.

escultura mais cara de portugal
Foto: Divulgação – Makonde Ntaluma
escultura cara em lisboa
Foto: Divulgação – Moisés Preto Paulo

Mais dez fotógrafos expõem seus olhares e registos: António Delicado, Arlindo Homem, Becerra Vitorino, Carlos Silva, Carmem Vitorino, David Ligeiro, Diogo Rosa, Joaquim Santos, José Matias e Paulo Ferreira.

fotografia pedra homem escultura
Foto: Divulgação – Diogo Rosa
pedra árvore preto e branco
Foto: Divulgação – Paulo Ferreira

Cinco desenhadores: Becerra Vitorino, Carmem Ferreira, Engrácia Cardoso, Luís Gomes e Inês Mourato, e dois canteiros: Carlos Dinis Ribeiro e Luís Rodrigo, completam a exposição.

desenho abstrato pedra
Foto: Divulgação – Becerra Vitorino
desenho de pedra escrita
Foto: Divulgação – Luis Felipe Gomes

A exposição Sítios da Pedra conta também com outros momentos culturais a decorrerem durante a sua permanência e pode ser visitada de quarta a sexta-feira, das 14 às 17 horas, e aos sábados e domingos, das 10h às 12h e das 14h às 17 horas. A entrada é livre, apenas condicionada às regras sanitárias em vigor.

Vídeo de José Alves – Soutaria TV – 24/10/2020