As Faces de Shirin: ciclo de cinema iraniano arranca hoje

casa da achada

Todas as segundas-feiras de julho, o Ciclo de Cinema Iraniano exibe filmes que retratam a realidade da mulher na sociedade. Lotação limitada a 20 pessoas com máscara.

A partir desta segunda (5) de julho, pelas 20h30, a Casa da Achada exibe o primeiro filme do Ciclo de Cinema Iraniano – um programa patente todas as segundas-feiras, até 26 de Julho. Programado por André Alves, o Ciclo debate em torno de questões para descobrir o cinema iraniano e falar do papel da mulher na sua sociedade.

O filme a ser exibido nesta segunda é um drama iraniano de título No data no signature, do diretor, roteirista, ator, dublador e editor de cinema iraniano, Vahid Jalivand. O filme foi selecionado como a entrada iraniana para o Melhor Filme Estrangeiro no 91º Oscar , entretanto não foi nomeado. Contudo, ganhou o Grande Prêmio da Competição Internacional do Festival Internacional de Cinema de Bruxelas, em 2018.

Na próxima segunda (12), o Ciclo apresenta filme de Ida Panahandeh, Nahid. Premiado no Festival de Cannes, em 2015, o filme traz um retrato concreto sobre o papel da mulher na sociedade islâmica e uma questão complexa sobre as leis islâmicas, quanto ao privilégio sobre a custódia dos filhos ao pai. Ida Panahandeh consegue transformar uma história baseada situações cotidianas em um eficiente suspense dramático.

Em 19 de julho, o filme a ser exibido é do ano de 1977. The Report, de Abbas Kiarostami, é um drama adulto sobre um funcionário público cercado por duas frentes: ele é acusado de aceitar subornos e seu casamento está em colapso. Kiarostami admitiu este último elemento era autobiográfico.

Foto: The Report, de Abbas Kiarostami (Divulgação)

Na última segunda do mês (26) de julho, At Five in the Afternoon, de Samira Makhmalbaf, foi o filme selecionado por André Alves para encerrar o Ciclo de Cinema Iraniano. Samira Makhmalbaf lança um olhar sobre a situação das mulheres no Afeganistão pós-Talibã e o resultado é ousado, visualmente impressionante e desigual como se poderia esperar. Centrado em uma adolescente que sonha em se tornar presidente de seu país, apesar da resistência generalizada entre homens e mulheres mais velhas à ideia de educação feminina, liberdade e poder, o filme reúne uma série de tableaux (em oposição a um trabalho totalmente elaborado história) para explorar o tema da bravura e determinação em conflito com a pobreza, ignorância, intolerância e confusão absoluta.

 

Ciclo de Cinema Iraniano

De 5 a 26 de julho de 2021

5 de Julho, às 20h30
NO DATE NO SIGNATURE
de Vahid Jalivand
(2017, 104’)

12 de Julho, às 20h30
NAHID
de Ida Panahandeh
(2015, 105’)

19 de Julho, às 20h30
THE REPORT
de Abbas Kiarostami
(1977, 105’)

26 de Julho, às 20h30
AT FIVE IN THE AFTERNOON
de Samira Makhmalbaf
(2003, 106’)

 

Casa da Achada – Centro Mário Dionísio

Rua da Achada, 11 – Lisboa

Todas as segundas-feiras às 20h30.
Os filmes são legendados em português.

Lotação limitada a 20 pessoas com máscara.