Realizador português volta a subir a escadaria do Festival de Cannes, 16 anos depois da última subida

É já sábado, 21 de Maio, que um realizador português volta a subir a escadaria do Festival de Cannes, 16 anos depois da última subida.

Dezasseis anos depois da última subida de um filme de um realizador português das célebres escadarias de Cannes (Juventude em Marcha, de Pedro Costa, em 2006), Portugal volta a ter um realizador a fazer a “montée des marches” do festival de Cannes por direito próprio, uma honra que, nos últimos quarenta anos, apenas tiveram Manoel de Oliveira (por diversas vezes) e, como referimos, Pedro Costa (uma vez).

É um momento único de reafirmação do cineasta Tiago Guedes, depois da sua auspiciosa presença na Selecção Oficial em Competição em Veneza do seu filme anterior, A Herdade (2019), também seleccionado para a secção mais importante do TIFF, e que correu o mundo inteiro, tendo recebido vários prémios.

Paulo Branco, um habitué das marches nas últimas décadas (contam-se por dezenas os filmes que produziu, como produtor único ou principal, que subiram as escadarias do Grand Palais) alcança de novo esse reconhecimento para um cineasta português, por parte do maior festival do mundo depois deste longo interregno, com Restos do Vento, produzido pela Leopardo Filmes, o único filme português na Selecção Oficial do festival.

No próximo sábado, 21 de Maio, pelas 18h30, hora da sessão oficial do filme, subirão as “marches” o realizador Tiago Guedes, os actores principais do filme, Albano Jerónimo, Nuno Lopes, Isabel Abreu, João Pedro Vaz, Gonçalo Waddington, Leonor Vasconcelos e Maria João Pinho, os jovens actores Ivo Arroja, Afonso Laginha, Rui Pedro Silva Teixeira e Maria Abreu, o co-argumentista do filme Tiago Rodrigues, o produtor Paulo Branco e a produtora executiva Ana Pinhão Moura.

A Leopardo Filmes anuncia ainda que RESTOS DO VENTO estrear-se-á em Portugal a 22 de Setembro, e tem também já marcada a sua estreia em França para 3 de Novembro, onde será distribuído pela Alfama Films, que é também a vendedora internacional do filme.