Hermeto Pascoal & Grupo apresentam-se nesta sexta-feira

Nesta sexta-feira (3) de junho, Hermeto Pascoal & Grupo apresentam-se no Centro Cultural de Belém, pelas 21h, no Grande Auditório.

Aos 84 anos, Hermeto Pascoal salta e dança no palco como se fosse um menino: multi-instrumentista, o mestre toca teclado, piano, flauta-baixo, melódica, sanfona de 8 baixos, porcos, chaleira, berrante e uma infinidade de instrumentos ao lado do seu grupo lendário, uma formação que mantém a mesma tradição desde os anos 1970.

Compositor compulsivo, reconhecido e adorado mundialmente pelo seu papel na história da música brasileira, pelo seu talento como instrumentista, arranjador, improvisador e compositor, Hermeto Pascoal criou conceitos como a música universal, cifragem universal, música da aura, música dos ferros e método do corpo presente.

Com uma carreira que se iniciou em 1950, em Recife, no início dos anos 1970 já ganhava fama internacional ao participar no disco Live-Evil, de Miles Davis. Na altura, Miles disse que Hermeto era «o músico mais impressionante do mundo».

Hermeto formou importantes grupos, entre eles o Quarteto Novo (1967) e o Brazilian Octopus (1969), além de ser reconhecido fora do Brasil graças às apresentações e participações em grandes festivais, como o de Montreux (Suíça), em 1979, quando foi editado o álbum duplo Hermeto Pascoal Ao Vivo.

«O bruxo» ou «O mago», como o chamam, é considerado por boa parte dos músicos como um dos maiores génios em atividade na música mundial.

Ao longo da sua carreira, Hermeto Pascoal já adaptou muitos objetos como instrumentos musicais, como chaleiras, brinquedos de plástico, serrotes e latas, extraindo música de qualidade de qualquer objeto.

Compôs peças sinfónicas e atua frequentemente nos Estados Unidos e na Europa, onde é muito popular.

Nos seus concertos, o público é agraciado com grandes sucessos da sua carreira, além de improvisos em diversos instrumentos e objetos inusitados.