DEBRET RELANÇADO

Jean Baptiste Debret: Dom João VI em trajes de sua aclamação. (Óleo sobre tela, 60 x 42 cm, 1817)

A Missão Artística Francesa ao Brasil, organizada a pedido do rei Dom João 6º, foi um momento especial na história da arte brasileira. A missão formada por Jean Baptiste Debret, Joachim Lebreton, Charles-Simon Pradier, Nicolas-Antonine Taunay, seu irmão Auguste Marie Taunay entre outros arquitetos, carpinteiros, pintores e escultores, foi responsável, pelo registro das paisagens, costumes e população brasileira da época.

Como pintor oficial do Império, Jean Baptiste Debret (1768 – 1848) desenhou a bandeira do Brasil com a cor verde e o losango amarelo que permaneceram na bandeira republicana. O artista chegou ao Rio de Janeiro em março de 1816 e ficou no Brasil até 1831. Retratou a corte e o cotidiano brasileiro, uma de suas obras mais conhecidas é um retrato de Dom João em tamanho real.

Este importante artista, que formou parte dos docentes da Academia Imperial de Belas Artes do Rio de Janeiro e registrou o Brasil imperial, teve uma de suas obras reeditadas após praticamente três décadas fora de catálogo. O livro “Viagem Pitoresca e Histórica ao Brasil”, foi lançado pela editora da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, demonstra o empenho do artista em registrar a formação da sociedade brasileira em suas litografias e ilustrações.

Sem dúvida esta obra é uma preciosidade para estudantes, amantes do brasil, das artes e colecionadores. Um livro para se ter em casa, fica a dica!

Título: Viagem Pitoresca e Histórica ao Brasil (Autor: Jean Baptiste Debret | 652 páginas | Editora: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo)

Resenha (reprodução do site da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo)

A presente edição, assim como a edição francesa, reuniu os três tomos da Viagem em um único, proposto por seu organizador, aceito por seus editores. A iconografia da obra contempla cerca de 150 litografias (do acervo da Biblioteca Nacional, majoritariamente, completada com a coleção da Chácara do Céu) coloridas manualmente por artistas contemporâneos de Debret. Assim como as imagens, também o conjunto dos textos de Debret se destaca pela observação detalhista, pela descrição minuciosa, abrangendo grandes grupos de temas: a Corte, seus eventos políticos, costumes da época e a arquitetura do Rio de Janeiro; a paisagem brasileira, destacando-se sua variedade botânica; os grupos de indígenas e de escravos, ilustrados com suas indumentárias, práticas e costumes, castigos e cativeiro. Com a iniciativa da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo — fotografando, digitalizando e tratando com reconhecido especialista as imagens — tem-se agora uma edição em que os originais foram resgatados com o requinte que os atuais recursos tecnológicos possibilitam, os quais aliados aos cuidados de impressão que caracterizam sua gráfica, fazem com que esta edição surja como um item de colecionador.

Fonte: Livraria da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo

 

Coluna – Marco Monteiro 
Marco Monteiro, brasileiro, Natal, RN, Brasil, 1975. Artista, designer, arqueólogo, ecritor e pesquisador, autor do livro didático “Artes Visuais – 2º Período” (História da Arte – Editora Geração Digital – Brasil – 2013) co-editor do “Arte351 Magazine”. www.mmonteiro.com

One Reply to “DEBRET RELANÇADO”

  1. No quetison this is the place to get this info, thanks y’all.

Deixe uma resposta