Inauguração da exposição “ATO (DES)COLONIAL” no Museu do Aljube

Dia 20 de Janeiro, pelas 15h, inaugura a nova exposição temporária no Museu do Aljube.

“A exposição ATO (DES)COLONIAL pretende contribuir para o questionamento da herança colonial no nosso país, em particular durante o período da ditadura, e para a valorização das experiências de resistência anticolonial enquanto processos determinantes para a autodeterminação e independência dos povos africanos, mas igualmente para o derrube do fascismo em Portugal.”

A violência está na génese, na prática e na simbologia de um processo de ocupação. Mas a violência encontra resistência, com diferentes expressões e impactos. Esta exposição pretende revelar e relevar diversos processos de resistência ao colonialismo português entre 1926 e 1974, período objeto deste museu.

ATO (DES)COLONIAL convida-nos a pensar sobre abordagens necessárias a uma prática antirracista, nas escolas, nos espaços públicos de cultura e na sociedade.

Que este ATO (DES)COLONIAL seja mais um, entre outros, e gere mais pensamento e ação anticolonial e antirracista, abolicionista de todas as formas de violência.

Ao longo dos próximos meses também será promovido um ciclo de programação paralela que incluirá ciclo de cinema, conversas e visitas orientadas.

ATO (DES)COLONIAL

Museu do Aljube – Rua de Augusto Rosa, 42 • 1100-059 Lisboa

Inauguração: 20 de janeiro, 15h

De 20 DE JANEIRO A 12 DE JUNHO DE 2022

Entrada Livre