Filme produzido pela Leopardo Filmes compete no Festival de Roterdão

O IFFR – International Film Festival Rotterdam, o primeiro dos grandes festivais europeus do ano (26 de Janeiro a 6 de Fevereiro 2022) acaba de anunciar que A CRIANÇA, primeira longa-metragem de Marguerite de Hillerin e Félix Dutilloy-Liégeois, produzida por Paulo Branco e Juan Branco, integra a Selecção Oficial em Competição, a Tiger Competition, a mais importante do festival.

Nesta adaptação livre do conto “Der Findling”, de Heinrich von Kleist (que está publicado em Portugal com o título “O Órfão”, numa tradução de José Maria Vieira Mendes), Hillerin e Dutilloy-Liégeois, também autores do argumento, transportam o filme para o século XVI português. Lisboa é uma cidade cosmopolita, onde o apogeu de um poder que a expansão trouxera se começa a esboroar, ao mesmo tempo que se instala a rigidez de uma Inquisição cada vez mais prepotente. Perto de Lisboa, Bela (João Arrais), um adolescente adoptado por um casal franco-português de abastados negociantes, vive uma intensa história de amor com Rosa (Inês Pires Tavares) e uma história de amizade com Jacques (Loïc Corbery), amigo dos pais adoptivos. Bela tenta encontrar o seu lugar, mas uma sucessão de acontecimentos (causados por equívocos e ambiguidades, ou pelo ciúme…), conduzem ao desastre.

A CRIANÇA é a mais recente produção da Leopardo Filmes (em co-produção com a Alfama Films e a RTP) e conta com um elenco onde pontuam muitos dos melhores actores e actrizes portugueses, entre eles João Arrais, Inês Pires Tavares, Alba Baptista, Maria João Pinho, Albano Jerónimo e João Vicente, e ainda os actores franceses Loïc Corbery (da Comédie-Française) e Grégory Gadebois (“J’accuse – O Oficial e o Espião”, de Polanski, e “Correu Tudo Bem”, de Ozon).

A fotografia é de Mário Barroso e os décors de Zé Branco.

O filme chegará às salas de cinema em Portugal a 10 de Fevereiro, e estreia-se em França a 13 de Abril.

Ano: 2021
Género: Drama, Histórico
Lingua original: Francês, Português